quarta-feira, 30 de setembro de 2009

The Book of Eli - Trailer

Este filme intitulado por alguns como um western pós- apocalíptico, conta nos principais papéis com Denzel Washington e Gary Oldman. O filme é realizado por Allen e Albert Hughes. O trailer promete.

domingo, 27 de setembro de 2009

Sophie`s Choice - Review



Em 1947 um jovem aspirante a escritor, "Stingo", aluga um quarto em Brooklyn, Nova Iorque, e conhece um casal vizinho, Nathan (Kevin Kline) e Sophie (Meryl Streep). Sophie é uma sobrevivente do campo de concentração de Auschwitz, com um passado misterioso...
Reza a lenda que Meryl Streep se ajoelhou em frente ao realizador Alan J. Pakula a implorar que este lhe desse o papel de Sophie. Pois eu acho que se Pakula pudesse adivinhar a extraordinária performance que Streep iria alcançar no papel de Sophie, teria sido ele a implorar pela sua presença no mesmo. Para além de ter estudado um impecável sotaque polaco, que utiliza sem falhas ao longo do filme, a actriz ainda aprendeu alemão para dar mais realismo à personagem.
O filme tem uma boa história (baseada na obra de William Styron) e vale a pena vê-lo, nem que seja apenas pelo desempenho de Meryl Streep.

Sophie`s Choice - 7,5

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Shichinin No Samurai - Review


Ou "Os Sete Samurais" se preferirem. Akira Kurosawa realizou em 1954, aquele que é considerado o maior êxito do cinema japonês e também o 12º melhor filme de sempre pela Entertainment Weekly.
Uma aldeia pobre atacada constantemente por bandidos contrata sete samurais para defenderem a aldeia, a troco de comida. A história parece simples, e de facto assim é. Mas a forma como Kurosawa a conta, com uma extraordinária atenção aos detalhes é que faz a diferença. Assim como a introdução de técnicas nunca usadas até essa altura e que se tornaram norma depois, sendo este um dos filmes mais influentes de todos os tempos. O melhor exemplo é o filme The Magnificent Seven (1960) de John Sturges.
Este é um excelente filme de acção e aventura, para além de uma excelente história e uma boa fotografia. Os pormenores são imensos, este é um filme que aconselho vivamente.

Shichinin No Samurai - 9

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

What Just Happened

Ano: 2008
Estreia nacional: 17 de Setembro de 2009
Estreia mundial: 17 de Outubro de 2008
País: EUA
Género: Comédia, Drama
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Barry Levinson
Intérpretes: Robert De Niro, Sean Penn, Catherine Keener, Bruce Willis, John Turturro, Robin Wright Penn, Stanley Tucci, Kristen Stewart

Sinopse: Um produtor de Hollywood em decadência (De Niro) tenta revitalizar a carreira com o lançamento de um novo filme, ao mesmo tempo que precisa lidar com a filha adolescente que está a crescer rápido demais, suportar uma legião de ex-mulheres e ver-se livre de uma horda de personalidades de Hollywood que parecem querer nada além do que tornar sua vida ainda mais complicada.

Comentário: Apesar de ter um naipe de grandes actores, o filme é bastante aborrecido. Tudo gira à volta da personagem de Robert De Niro (que, já se sabe, não sabe interpretar mal). Fica-se a conhecer a sua difícil e atarefada vida mas chega-se ao fim e fica tudo na mesma. Não se passa nada ao longo de todo o filme. O único ponto de interesse é saber se no fim do filme Bruce Willis sempre vai ou não tirar a barba. Ou seja, o filme de interessante não tem nada. Vale apenas (que já não é mau) pela boa interpretação dos vários actores de grande qualidade como os já referidos Robert De Niro e Bruce Willis, Sean Penn e Robin Wright Penn, John Turturro, entre outros.

Classificação: 6

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Woody Allen no Rio?



Na sequência do seu périplo mundial, que já levou Woody Allen a filmar em Londres e mais recentemente em Barcelona, o próximo projecto parece estar apontado ao Rio de Janeiro.
O começo das filmagens está marcado para 2011 e o filme vai ter apoio do estado brasileiro, se o projecto for para a frente. A equipa de produção de Allen voará para o Rio em Outubro para pesquisar possíveis localizações para o filme.
Woody Allen tenciona utilizar também actores locais e a imprensa já avançou os nomes de Rodrigo Santoro, Sónia Braga, Alice Braga e José Wilker.
Por mim, Woody até pode filmar em Marte, que a confiança que tenho no seu trabalho não sairá abalada. E acho o Brasil uma excelente escolha para um filme de Woody Allen.
Fica aqui também uma selecção das melhores frases de Woody Allen:

Fiz um curso de leitura rápida e li "Guerra e Paz" em vinte minutos. Fala sobre a Rússia.

Na Califórnia não se deita o lixo fora. É reciclado e transformado em programas de TV.

Quando eu era pequeno os meus pais descobriram que eu tinha tendências masoquistas. Então passaram a bater-me a toda a hora para ver se eu parava com aquilo.

Fui expulso da universidade por causa do exame de Metafísica. O professor acusou-me de estar a olhar para a alma do rapaz do lado.

Quer fazer Deus rir? Conte-lhe os seus planos para o futuro.

Um condutor perigoso é o que nos ultrapassa apesar dos nossos esforços para o impedir.

Os maus têm um sono muito menos tranquilo do que os bons mas gozam muito melhor as horas que passam acordados.

94,5 % das estatísticas são falsas.

Porquê estragar uma boa história com a verdade?

Sexo foi a coisa mais divertida que eu fiz sem me rir.

Sexo é como jogar bridge: se não se tem um bom parceiro o melhor é ter uma boa mão.

Estava deprimido e com vontade de me suicidar e tê-lo-ia feito se o meu psicanalista não me tivesse obrigado a pagar as consultas adiantado.

Já várias vezes disse que a única coisa que se interpõe entre mim e o sucesso sou eu.

Durante a maior parte do tempo não nos divertimos. No resto do tempo não nos divertimos mesmo nada.

A vida não imita a arte; imita a má televisão.

O Homem divide-se em duas partes: corpo e alma. O corpo é mais divertido.

A vida é cheia de miséria, sofrimento e solidão - mas acaba muito depressa.

O meu maior desgosto na vida é não ter sido outra pessoa.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Cleaner

Ano: 2007
Estreia nacional: 10 de Setembro de 2009
País: EUA
Género: Crime, Thriller
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Renny Harlin
Intérpretes: Samuel L. Jackson, Ed Harris, Eva Mendes

Sinopse: Tom Cutler (Samuel L. Jackson) é um polícia reformado que agora se dedica à limpeza de locais do crime. Quando Tom recebe indicação para limpar a cena de um crime num bairro da alta sociedade, apercebe-se tarde demais que o crime não foi reportado à polícia e que acabou de apagar todas as evidências do mesmo. Agora, Tom é investigado pela polícia e considerado cúmplice de um homicídio.

Comentário: pesar de ter boas interpretações, o filme nunca chega a ser verdadeiramente interessante. Tudo muito previsível desde o início. Como se isso não bastasse, a acção decorre a um ritmo muito lento, o que faz com que este filme chegue a ser bastante aborrecido. Vale essencialmente pelas interpretações do trio Samuel L. Jackson, Ed Harris e Eva Mendes.

Classificação: 6

Novo Indiana Jones já em 2010?




O quinto filme da saga "Indiana Jones" está para breve e Harrison Ford voltará a ser o protagonista da história.
A notícia foi avançada pela revista "People" que noticia que a película está quase pronta.

"Steven Spielberg, George Lucas e eu estamos de acordo em relação ao que vai ser a quinta aventura e George está a trabalhar bastante. Se o roteiro for bom ficarei feliz em encarnar o personagem novamente", revela Harrison Ford, citado pela mesma publicação.

A última vez que o actor de 67 anos deu vida ao professor e arqueólogo foi em "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal", filme que apesar de não ter agradado aos críticos foi um sucesso de bilheteiras, tendo rendido mais de 545 milhões de euros no mundo inteiro.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Posters







segunda-feira, 14 de setembro de 2009

The Boondock Saints 2: All Saints Day - Trailer



O primeiro filme, intitulado simplesmente Boondock Saints, foi uma agradável surpresa, um filme de acção diferente, que contava por exemplo, com um Willem Dafoe como nunca o viram. Não tenho memória de que tenha sido exibido nos cinemas portugueses, nem sei se esta sequela terá essa honra. De qualquer forma, fica aqui o trailer de Boondock Saints 2: All Saints Day, a continuação da história de dois irmãos irlandeses em Nova Iorque que decidem fazer justiça pelas próprias mãos.

Up in the Air - Trailer



Jason Reitman, realizador recentemente nomeado ao Óscar por Juno (Filme que, apesar de eu lhe reconhecer valor, não me entusiasmou tanto como o anterior Thank You for Smoking, traz-nos agora Up in the Air, um filme sobre um executivo (George Clooney, num papel escrito a pensar nele segundo o argumentista) especialista em reduções de custos, ou despedimentos se preferir, que adora a vida "on the road" que leva, sempre em constantes viagens de negócios. Não lhe interessam namoradas, esposas, filhos ou familia, no fundo não quer as responsabilidades inerentes, uma temática corrente nos filmes de Reitman.
O filme foi exibido no Telluride Film Festival e foi extremamente bem recebido. A crítica aproxima-o mais de Thank You for Smoking que de Juno. Ainda bem

domingo, 13 de setembro de 2009

Megan Fox avisa: "Nunca me vão ver nua!"



Megan Fox não tem dúvidas. Quando questionada, pela MTV, sobre a possibilidade de poder vir a fazer cenas de sexo ou a tirar a roupa num futuro filme, a actriz foi bem explicita: "Nunca. A última coisa que eu quero ver é a minha aparência a fazer sexo. Haverá fotos e imagens de mim sem grande beleza e nunca mais conseguirei fazer sexo novamente, porque sempre me verei como um hipopótamo em actos íntimos. Não me imagino nua em filmes. As imagens vivem para sempre, sobretudo agora com a internet. Não posso!»

A actriz é actualmente considerada unanimemente uma das mais sexy de Hollywood.

Megan Fox garante que ser irredutível nessa ideia é a única coisa que lhe resta.
"As pessoas tiram-nos tudo neste negócio. Deixamos de ser anónimos. Invadem-nos todas as partes da nossa vida pessoal, as nossas relações. Tudo o que dizemos é julgado. Tudo o que me resta são as minhas partes privadas e não quero partilhá-las com o mundo. Quero que sejam privadas. É por isso que lhes chamam isso", conclui.

Will Smith e Charlize Theron confirmados em "Hancock 2"




Peter Berg, o realizador de "Hancock 2" confirmou à MTV a presença de Charlize Theron e Will Smith na sequela.

O filme retrata o dia-a-dia de um super-herói desastrado e engraçado, encarnado por Will Smith. Adan Fierro e Glen Mazzara estão encarregues do argumento e Berg foi bem claro nas suas declarações: "Todos vão voltar para a sequela!"

Para além disso, Peter Berg prometeu também que, para além de John Hancock e Mary Embrey, irá aparecer um 3º personagem com super poderes...

The Final Destination

Ano: 2009
Estreia nacional: 10 de Setembro de 2009
País: EUA
Género: Terror, Thriller
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização: David R. Ellis
Intérpretes: Krista Allen, Nick Zano, Mykelti Williamson

Sinopse: Depois de um adolescente ter uma premonição de uma corrida de carros mortal, ele salva a vida dos seus amigos. Mas a Morte embarca para matar todos aqueles que escaparam do seu Destino.

Comentário: Em termos de terror visual o filme resulta. Bastante realístico. No entanto, obviamente que o argumento não é nada de especial, assim como as interpretações. Para além disso, o efeito 3D não obteve, possivelmente, os efeitos desejados. Pensei que ia ser bastante melhor. O 3D foi muito pouco usado. A história é realmente muito básica e o argumento está mesmo muito pouco coerente. Notam-se algumas contradições ao longo do filme. Portanto, aconselho este filme apenas para quem é fã absoluto de filmes de terror físico.

Classificação: 6

sábado, 12 de setembro de 2009

Pirates of Caribbean 4 já tem nome.


Johnny Depp apareceu durante a Disney D23 Expo totalmente vestido como Jack Sparrow para anunciar o título do próximo filme da saga Pirates of Caribbean. O filme terá como título Pirates of Caribbean: On Stranger Tides.
O filme seguirá Jack Sparrow e o capitão Barbossa numa busca para encontrarem a Fonte da Juventude.
Foi também anunciado que o filme chegará aos cinemas no Verão de 2011.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

My Mom's New Boyfriend

Ano: 2008
Estreia nacional: 03 de Setembro de 2009
País: EUA, Alemanha
Género: Romance, Comédia
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: George Gallo
Intérpretes: Antonio Banderas, Meg Ryan, Colin Hanks

Sinopse: Depois de o pai de Henry (Colin Hanks) - um agente do FBI - ter morrido na prisão, a sua mãe, Martha, tornou-se sedentária e infeliz. Mas agora que regressa a casa para se juntar à polícia local, descobre que a mãe está esbelta e perdeu peso... e que o novo namorado, Tommy (Antonio Banderas), é suspeito de ser o líder de um grupo de roubo de arte.

Comentário: A primeira coisa que me apetece dizer é o que raio aconteceu a Meg Ryan? Esta nova Meg Ryan não perdeu a capacidade de representação, isso não há dúvida. Mas o que se passa com a cara dela? Tem a cara completamente deformada. É uma pena. Mas quanto ao filme... Apesar do argumento ser básico, está bastante bem elaborado, com uma história sólida que até consegue não ser tão previsível como isso. As interpretações são de boa qualidade, com (a nova) Meg Ryan em destaque mas com António Banderas, Colin Hanks e Selma Blair também em bom plano. É um filme bastante "soft", bem construído e que consegue fazer soltar uma gargalhada ou outra ao espectador. Filme bastante agradável de se ver.

Classificação: 7

The Taking of Pelham 1 2 3

Ano: 2009
Estreia nacional: 03 de Setembro de 2009
País: EUA, Reino Unido
Género: Thriller
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização: Tony Scott
Intérpretes: John Travolta, Denzel Washington, John Turturro, James Gandolfini

Sinopse: Walter Garber (Denzel Washington) é um funcionário do metro de Nova Iorque, que vê a sua rotina diária transformada em caos por um crime invulgar: o sequestro do metro. Ryder (John Travolta) é o líder do gang fortemente armado que ameaça executar os passageiros a não ser que uma grande quantia monetária seja paga numa hora.

Comentário: Este é daqueles filmes que se chega ao fim e fica a sensação que se poderia ter feito muito melhor. Como não podia deixar de ser, mais uma grande interpretação de Denzel Washington e uma boa interpretação de John Travolta. John Turturro e James Gandolfini foram dois actores que, apesar de terem papéis mais secundários, foram uma mais-valia para o filme. O argumento não é mau mas o filme está cheio de cenas ridículas de tão exageradas que são. Com os bons actores que tem e com uma boa história de base que também tem, desperdiçam tudo isso com uma data de clichés que não tem explicação em pleno século XXI. Para além disso, as personagens deveriam ter sido muito mais aprofundadas porque tinham pano para mangas. É pena mas o filme poderia ter sido muito mais que apenas mais um filme razoável.

Classificação: 7

Ghosts of Girlfriends Past

Ano: 2009
Estreia nacional: 03 de Setembro de 2009
Estreia mundial: 01 de Maio de 2009
País: EUA
Género: Comédia, Romance
Distribuidora: Ecofilmes/Vitória Filme

Realização: Mark Waters
Intérpretes: Matthew McConaughey, Jennifer Garner, Michael Douglas, Breckin Meyer

Sinopse: O fotógrafo de celebridades Connor Mead (McConaughey) adora liberdade, diversão e mulheres, nesta ordem. Um solteirão convicto! Às vésperas do casamento de seu irmão mais novo, quando está prestes a arruinar a união, Connor recebe a visita dos "fantasmas" de suas ex-namoradas que o levam a uma hilariante e reveladora odisseia, visitando seus desastrosos relacionamentos do passado, presente e futuro! Juntas tentarão descobrir o que transformou Connor num idiota insensível e se ainda há esperança dele encontrar o verdadeiro amor ou se é uma causa perdida.

Comentário: Um filme agradável com uma personagem central bem ao estilo de Matthew McConaughey. Neste filme ele faz par romântico com Jennifer Garner e o par até resultou. Jennifer Garner tem uma interpretação sólida e segura. Michael Douglas está de volta ao grande ecrã com este pequeno papel. O argumento é básico e bastante previsível. No entanto, este não é daqueles filme de argumento mas sim de divertimento. E embora não faça rir às gargalhadas consegue, de facto, entreter.

Classificação: 7

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Inglourious Basterds - Review


Primeiro ponto: Inglourious Basterds não é o melhor filme de Quentin Tarantino. Segundo ponto: não deixa ainda assim de ser um excelente filme, tal como todos os outros (Death Proof incluído).
O filme começa de uma forma magnífica, sendo praticamente todo o primeiro capítulo (definido por QT pois o filme está dividido em capítulos) a homenagem a Sergio Leone e aos western-spaghetti que faltava na filmografia de Tarantino. Ritmo pausado, primeiros planos das faces dos actores intercalados com imagens panorâmicas, e diálogos venenosos. E que diálogo este, entre um rancheiro francês e o Coronel Hans Landa (sensacional Christopher Waltz). Um crescendo de tensão magnificamente dirigido.
O elenco está todo bastante bem, mas Christopher Waltz rouba claramente o espectáculo para ele. Faz-me lembrar o Joker de Heath Ledger na medida em que estamos a ver o filme e a desejar ver mais e mais cenas dele, sentindo uma espécie de ausência nas cenas em que ele não participa. Candidato a Óscar de melhor secundário.
O facto de este filme ter tão variadas e ricas personagens deixa-nos um pouco ávidos por mais, pois o filme mesmo com 2 horas e 32 minutos, disponibiliza pouco tempo de antena para cada um. A prequela de que já se fala, parece-me obrigatória, pois permitirá um melhor desenvolvimento das personagens e dos motivos de cada um.
O filme é de facto violento, mas não é acompanhado pela energia normalmente associada à violência. Vemos por exemplo na apresentação dos Basterds, um monte de cadáveres aos quais tiram os escalpes, não vemos a batalha antes disso. Vemos Eli Roth a fazer de um sargento nazi saco de pancada, e consequente planeamento de tomada de um pomar guardado por nazis, mas não vemos a acção em si. Um ponto a menos por isso.
O Brad Pitt aparece pouco assim como Eli Roth, ou aparecem menos do que eu esperava, já que eles são os Basterds. Mas as suas presenças criam impacto. Para além disto tudo temos mortes por espancamento com tacos de basebol, musica de David Bowie e Ennio Morricone, Melanie Laurent como a figura feminina vingadora tão ao agrado de QT, narrações de Samuel L. Jackson, Harvey Keitel e Mike Myers, uma caricatura cliché de Hitler, uma fantástica cena num bar parisiense e a melhor frase do filme: " Say auf wiedersehn to your nazi balls!"

Inglourious Basterds - 8,5

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Notícias Rápidas


  • Oliver Stone planeia fazer um documentário intitulado The Secret History of America. O documentário relatará a suposta verdade sobre temas como a decisão de largar a bomba atómica no Japão, ou o início da Guerra Fria com a União Soviética.
  • A Lionsgate está a planear um remake de Dirty Dancing.
  • Shutter Island foi adiado para Fevereiro de 2010. Uma manobra um tanto ou quanto estranha, pois retira o filme da corrida aos prémios de 2009, Óscares inclusive. Especula-se que a Paramount não tenha a verba necessária para promover devidamente o filme, ainda em 2009.
  • Apesar de ainda estarmos a quase 3 meses da estreia nos Estados Unidos (18 Dezembro), os bilhetes para Avatar de James Cameron já foram colocados à venda.
  • O novo documentário de Michael Moore, Capitalism: A Love Story fez furor no festival de Veneza. Os críticos colocam o documentário ao nível do melhor que Michael Moore já fez.

Inglourious Basterds

Ano: 2009
Estreia nacional: 27 de Agosto de 2009
País: EUA, Alemanha
Género: Guerra, Acção
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Quentin Tarantino
Intérpretes: Brad Pitt, Diane Kruger, Mélanie Laurent, Eli Roth, Samuel L. Jackson, Mike Myers

Sinopse: Shoshanna Dreyfus (Mélanie Laurent) assiste à execução da sua família, directamente pelas mãos do Coronel nazi Hans Landa (Christoph Waltz). No entanto, ela consegue fugir para Paris e começar de novo, com uma identidade falsa e dona de um cinema. Entretanto, na Europa, o Tenente Aldo Raine (Brad Pitt) organiza um grupo de soldados judeus, orientado para atacar alvos localizados: os Bastardos. Juntamente com uma actriz alemã e agente infiltrada, de seu nome Bridget von Hammersmark (Diane Kruger), eles planeiam derrubar o Terceiro Reich. Os destinos convergem todos para o cinema onde Shoshanna planeia a sua própria vingança.

Comentário: Este é daqueles filmes que mal começa vê-se logo que é do Tarantino. Mas este... que filme. Apesar daquelas esquisitices típicas em Tarantino, como música e imagens a imitar o antigo e filme dividido por capítulos, este é um dos melhores filmes do ano. Um dos melhores do ano e, sem dúvida, o melhor de Tarantino. O filme é todo ele muito divertido e ao mesmo tempo cheio de emoção e suspense. Para isso contribui muito o desempenho dos actores que está fantástico. Brad Pitt tem aqui mais um brilhante desempenho (que nos últimos tempo tem-se tornado um hábito). A realização está, de facto, fantástica. Tarantino filme cenas e faz planos como ninguém. O filme dura cerca de 2h30m mas apesar de não haver muita acção e de ter cenas bastante longas e paradas, não se dá pelo tempo passar. Isto porque os diálogos estão absolutamente fantásticos. É muito raro nos dias de hoje vermos um filme no cinema com diálogos desta qualidade. Com actores de qualidade a interpretar diálogos de qualidade e com um realizador que sabe o que está a fazer, é muito difícil o resultado final não ser um grande filme. E este é, de facto, um grande filme. Do meu ponto de vista, e tendo em conta os meus gostos pessoais, este filme apenas peca por aquela parte mais esquisita de Quentin Tarantino. Um final, digamos, mais completo também não ficava mal. De qualquer forma, sem dúvida que é um dos melhores filmes do ano. Ah, atenção que este é um filme do Tarantino. Portanto não recomendável a pessoais mais sensíveis por causa da violência.

Classificação: 8

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

9 - Trailer

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Negócio milionário




A Disney comprou a Marvel Entertainment!

O gigante norte-americano ofereceu 4 mil milhões de dólares pela compra do grupo que nasceu como editora de banda desenhada, garantindo os direitos de mais de 5000 personagens e super-heróis, como por exemplo o Homem Aranha, os X-Men, ou o Homem de Ferro.

Esperemos que os filmes dos super-heróis não percam a qualidade, que vinha sendo significativamente crescente, dos últimos filmes produzidos pela Marvel.

Alterações nos óscares







A Academia vai alterar, este ano, o sistema de voto para o óscar de melhor filme.

Cada membro votará nos 10 filmes candidatos por ordem de preferência, ao contrário do que acontecia desde 1945, em que apenas indicavam o filme favorito.

Jason Biggs atacado por um macaco


Jason Biggs foi atacado por um macaco enquanto se encontrava de férias em Gibraltar.
Valeram ao actor os amigos que conseguiram afastar o animal selvagem impedindo-o de ferir o actor com gravidade.

Jason Biggs tinha saído para uma caminhada quando foi surpreendido pelo animal, que saltou de entre as árvores e foi direito a ele, tentando mordê-lo na cara.


O protagonista do filme "American Pie" já se encontra nos EUA a recuperar do choque causado por esta desagradável experiência, avança a agência Europa Press.

Os amigos decidiram também abandonar Gibraltar (que como é sabido é o único sítio da Europa em que ainda existem macacos "selvagens") para poderem estar com o actor.

Eddie Kaye Thomas foi um dos amigos que acompanhou Biggs nestas férias de Verão que serviam principalmente para comemorarem os dez anos do lançamento de "American Pie", filme em que ambos participaram.

Rambo V a caminho


O quinto filme da série "Rambo" está a chegar.

A novidade é adiantada pela "Variety".

Sylvester Stallone vai continuar como protagonista e realizador, repetindo o que já tinha acontecido em 2008 com a quarta longa-metragem do ex-soldado de elite que combateu no Vietname.


Desta vez, John Rambo vai lidar com os traficantes de pessoas e de droga junto da fronteira entre os Estados Unidos e o México e terá de salvar uma jovem que foi raptada.


Esta notícia foi confirmada pela Nu Image/Millenium, a produtora do "Rambo" de 2008, com o qual facturou 42 milhões de dólares (cerca de 29,5 milhões de euros) nos EUA e 113 milhões de dólares (cerca de 79 milhões de euros) no resto do mundo.

The Ugly Truth


Ano: 2009
Estreia nacional: 20 de Agosto de 2009
País: EUA
Género: Comédia, Romance
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização: Robert Luketic

Intérpretes: Gerard Butler, Katherine Heigl, Cheryl Hines

Sinopse: Uma romântica produtora de um programa de TV matutino (Katherine Heigl) é submetida a alguns testes absurdos por parte do seu correspondente machista (Gerard Butler) de modo a provar as suas teorias sobre relacionamentos e para ajudá-la a encontrar o seu amor. Porém, estes esquemas acabam por ter resultados inesperados.

Comentário: Já se sabia que Katherine Heigl e Gerard Butler têm imenso jeito para este tipo de filmes. A questão era se haveria química entre os dois para resultarem como par romântico. Parece-me que passaram. Efectivamente os dois resultam muito bem no grande ecrã. Embora a história seja bastante previsível, o argumento está interessante, com muitas partes cómicas que, muitas delas, resultam apenas devido às boas prestações dos dois actores protagonistas. No entanto, os actores secundários são fraquinhos e a história poderia estar mais bem elaborada. Está simples demais e previsível demais. De qualquer forma, não há dúvida que é uma das boas comédias românticas do Verão.

Classificação: 7