quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Inception -Teaser Trailer

O novo filme de Christopher Nolan está desde o ínicio do projecto, envolto em secretismo. Mas começam a levantar-se algumas pontas do véu...


terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Up - Review


Quando vi pela primeira vez Wall-E pensei para mim: "Pronto! A Pixar atingiu o topo. Nunca mais poderá igualar este filme! ". E o mundo continuou a girar, os dias passaram, a vida prosseguiu. Entretanto começaram a surgir notícias acerca do novo filme da Pixar, Up. Depois o concept-art, o poster, o trailer e afins. E eu confesso que a história de uma casa a voar suspensa por balões, um velhote e um puto gordo vestido de escoteiro não me atraía particularmente.
Como eu me enganei...
A Pixar volta a provar com Up que no cinema da animação (e porque não dizer no cinema em geral?) eles são os mestres da narrativa. Por exemplo, a sequência de cinco minutos que conta a história da vida de Carl Fredricksen é nada mais nada menos que genial. A banda sonora do filme idem. As sequências de acção são frenéticas. O relacionamento entre as personagens e a profundidade psicológica das mesmas, impensáveis para bonecos animados. A animação computorizada, mais uma vez de topo. A imaginação do pessoalda Pixar,fora de série.
Depois de Coraline ainda este ano me ter fascinado, Up surgiu, e no ombro a ombro com Coraline ganha ligeira vantagem na minha escolha para melhor filme de animação do ano. Embora ainda espero ver Fantastic Mr.Fox, que também tem sido bastante elogiado e recomendado pela crítica especializada.

Up - 9

domingo, 27 de dezembro de 2009

Uma Aventura na Casa Assombrada


Ano: 2009
Estreia nacional: 03 de Dezembro de 2009
País: Portugal
Género: Aventura
Distribuidora: Valentim de Carvalho Filmes

Realização: Carlos Coelho da Silva
Intérpretes: Sara Salgado, Francisco Areosa, Margarida Martinho, Ana Padrão

Sinopse: Na casa assombrada esconde-se o segredo do "Espírito do Mundo", um diamante vermelho de 95 quilates, único no planeta e com poderes mágicos, protegido pelos fantasmas de uma civilização desaparecida há 500 anos. Uma casa, um tesouro, um mistério, mil fantasmas e um grupo de seis jovens destemidos, dispostos a tudo para ajudar uma jovem princesa amaldiçoada.

Comentário: É de louvar o aparecimento finalmente de um filme português dirigido ao público juvenil. Penso que ainda não tínhamos produzido nada parecido. No entanto, não basta fazer um filme sem mais nem menos. Quase a entrarmos na 2ª década do séc. XXI, já se justificava maior qualidade na produção dos nossos filmes. Os actores são de fraca qualidade, assim como o argumento adaptado. A realização é do pior que já vi. Realmente o filme só pode ser considerado razoável para o público mais jovem. Esse sim é o único alvo deste filme. Fora isso, não vale a pena gastar dinheiro a ir vê-lo. De qualquer forma, parabéns pela ideia.

Classificação: 5

Brittany Murphy sentiu-se muito mal antes de morrer


A actriz Brittany Murphy sentiu-se muito mal algumas horas antes de morrer, avança o site "TMZ".
Segundo fontes próximas, a actriz estaria a tomar medicamentos para a gripe há várias dias.
Estas fontes contaram ao site de celebridades que Brittany tinha vomitado muito antes de morrer.

De acordo com o "TMZ", foram encontrados vários medicamentos em casa de Brittany, alguns em nome da actriz, mas outros em nome do marido, Simon Monjack, e da sua mãe. Não foram encontradas drogas.

A mãe de Brittany indicou aos paramédicos que a assistiram que a jovem sofria de diabetes.

O corpo da jovem actriz será autopsiado esta segunda-feira ou na terça.

A actriz terá sido vítima de uma paragem cardíaca, desconhecendo-se o que terá originado o problema fatal.

Já são conhecidos os nomeados para os Globos de Ouro


"Up in the Air", com George Clooney no papel de um homem que ganha a vida a despedir pessoas, recebeu seis nomeações - incluindo a de melhor drama - aos Globos de Ouro. Estas nomeações marcam o início da temporada de prémios em Hollywood.

"Up in the Air" teve o maior número de nomeações, mas logo a seguir vem o musical "Nine", com cinco, entre as quais por melhor musical ou comédia.

A aventura de ficção científica "Avatar" e "Sacanas Sem Lei", de Quentin Tarantino, foram nomeados em quatro categorias cada, incluindo a de melhor drama.

Completam os filmes nomeados para o Globo de Ouro de melhor filme drama, "The Hurt Locker", sobre a guerra no Iraque, e o drama urbano "Precious".

Para além de "Nine" foram indicados como melhor musical ou comédia o filme sobre cozinha "Julie & Julia", "(500) Days Of Summer", "The Hangover" e ainda "It`s Complicated".

Os Globos de Ouro são entregues em Janeiro pela Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood e são considerados como indicadores importantes aos Óscares, que serão entregues em Março.

Entre os indicados para melhor actor dramático estão: George Clooney, cujo personagem em "Up in the Air" é obrigado a contemplar sua própria vida; Jeff Bridges, pelo papel de cantor country decadente em "Crazy Heart"; Colin Firth, em "A Single Man"; Morgan Freeman no papel de Nelson Mandela em "Invictus"; e Tobey Maguire em "Brothers".

A lista de nomeadas a melhor actriz é a seguinte: Sandra Bullock por "The Blind Side"; a veterana Helen Mirren em "The Last Station"; Emily Blunt em "The Young Victoria"; Carey Mulligan por "An Education"; e a novata Gabourey Sidibe por "Precious".

Sandra Bullock também foi indicada como melhor actriz em musical ou comédia pelo filme "A Proposta". Nessa categoria, a actriz vai concorrer com Marion Cotillard em "Nine", Julia Roberts ("Duplicity") e Meryl Streep, esta com duas nomeações, por "It`s Complicated" e "Julie & Julia".

Os indicados para melhor actor em musical ou comédia são Daniel Day-Lewis, em "Nine", Matt Damon, em "O Delator", Robert Downey Jr., em "Sherlock Holmes", Joseph Gordon-Levitt "(500) Days Of Summer" e Michael Stuhlberg, em "A Serious Man".

Quanto à categoria de melhor filme em língua estrangeira foram nomeados o filme italiano "Baaria", "Los Abrazos rotos", de Pedro Almodovar, o filme chileno "The Maid", o francês "Um Profeta" e o alemão "The White Ribbon".

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Knight and Day - Trailer

Knight and Day volta a juntar Tom Cruise e Cameron Diaz depois de ambos terem contracenado em Vanilla Sky (2001).
Uma mulher solitária (Diaz) vê a sua vida virada do avesso a partir do momento em que conhece um super espião (Tom Cruise) que a envolve numa aventura para proteger uma espécie de bateria com uma fonte de energia infinita.
Vamos ver o que sai daqui. Talvez um entretenimento razoável...

Kick Ass - Hit Girl Trailer

Este trailer de Kick Ass é dedicado em exclusivo à personagem Hit-Girl (Chloe Moretz).

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Robin Hood - Trailer

Com o nome inicial de Nottingham, e depois finalmente como Robin Hood, o novo filme de Ridley Scott conta com Russel Crowe e Cate Blanchett nos principais papéis.

Morreu Brittany Murphy


A actriz Brittany Murphy morreu este domingo vítima (dizem) de um ataque cardíaco aos 32 anos.

De acordo com o site norte-americano TMZ, a actriz estava na sua casa em Los Angeles, quando as equipas de emergência foram chamadas ao local.

O site TMZ refere, citando fontes anónimas, que a actriz foi encontrada pela sua mãe inconsciente no chuveiro.

A actriz foi levada para o centro médico Cedars-Sinai, mas sem que os médicos conseguissem reanimá-la.

O jornal britânico Daily Mail publicou declarações de pessoas próximas de Brittany que afirmaram que ela era viciada em analgésicos.
Uma das fontes afirmou ao jornal que a actriz era consumidora de Vicodim, um remédio parecido com o que causou a morte de Michael Jackosn.
Há rumores também de que a actriz já teria sofrido de distúrbios alimentares.

Brittany Murphy participou em filmes como "Clueless", "8 Mile" ou "Don't Say a Word".

domingo, 20 de dezembro de 2009

Avatar


Ano: 2009
Estreia nacional: 17 de Dezembro de 2009
Estreia mundial: 16 de Dezembro de 2009
País: EUA
Género: Acção, Aventura, Ficção Científica
Distribuidora: Castello Lopes

Realização: James Cameron
Intérpretes: Sam Worthington, Sigourney Weaver, Michelle Rodriguez, Zoe Saldana, Giovanni Ribisi

Sinopse: "Avatar" é a história de um ex-Marine que se vê envolvido em hostilidades num planeta desconhecido, habitado por "aliens" com exóticas formas de vida. Como ele é "Avatar", uma mente humana num corpo de alien, encontra-se dividido entre dois mundos, numa desesperada luta pela sobrevivência.

Comentário: É o melhor filme a três dimensões já estreado em Portugal. Isso não há dúvida. Mas será que tudo no filme é bom? Nem por isso. Tem, de facto, efeitos excelentes, excelentes imagens e boas sequências de acção. O problema é mesmo o elenco e respectivas interpretações, que não passam do razoável, e o argumento, que podia ser bem melhor. A excessiva duração é também um handicap. Havendo menos meia hora de filme haveriam certamente muito menos partes aborrecidas e o filme corria a um ritmo mais interessante. De qualquer forma, um filme muito agradável a nível visual, com uma boa realização, e razoável a nível de argumento e interpretações.

Classificação: 7

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Avatar - review


Depois de meses de espera, finalmente Avatar!
Irá este filme mudar o cinema,assim como o conhecemos? Bem, o cinema está sempre a mudar. Este filme não será o grande ponto de viragem anunciado por alguns, não é uma mudança de sentido, à direita, à esquerda,ou para trás. É um pequeno passo em frente. Principalmente a nível visual. Como o foram o Terminator 2, o Jurassic Park, o Titanic, o Matrix ou o Lord of the Rings de Peter Jackson.
A todos aqueles preocupados com o excesso de CGI, eu asseguro que ele é incrivelmente fotorealista. A flora, a fauna, e a interacção das personagens com as mesmas é verdadeiramente fora de série. De referir que todas as plantas e animais foram criadas para o filme, ou seja, espécies inventadas que não existem na Terra. E não se pense que é apenas meia dúzia de coisas. De facto, os níveis de detalhe são impressionantes. James Cameron criou um mundo novo e o espectador acredita nele. Ou pelo menos acha credível. Fico a pensar se o visionamento do filme em 2-D conseguirá criar o mesmo sentimento de imersão, mas desconfio que não. É realmente muito aconselhável e recomendo mesmo verem este filme no cinema.
Um dos aspectos que James Cameron quis explorar, foi criar uma grande ligação emocional com os personagens, principalmente com os Na`vi. E isso pelo menos comigo aconteceu de uma forma estranha, pois criou mais impacto em mim as mortes de personagens Na`vi, que propriamente as mortes de personagens humanas. Ainda estou a pensar se isso será um ponto a favor ou contra.
Quanto à história do filme, posso dizer que é um dos aspectos mais fracos do mesmo. Não quero alongar-me muito neste aspecto mas penso que James Cameron podia ter dado um pouco mais de atenção ao roteiro. Não é mau, mas ao contrário dos visuais e das sequências de acção, dá bastante a sensação de dejá vu. Jake Sully (Sam Worthington) é um soldado que se sujeita a uma experiência científica, em que a sua mente toma conta do corpo de um avatar (uma espécie de clone) de uma tribo (Na`Vi) no planeta Pandora, com o intuito de se integrar com os indígenas para conhecer os seus costumes e fazer com que eles abandonem as suas terras. O resto, como se calhar já estão a imaginar é no fundo uma espécie de Dances with Wolves/Pocahontas. É uma história bastante "old-school" e simples. O que acaba por ser a norma nos filmes de Cameron que contam todos com scripts bastante básicos.
Mas que deixam a sua marca. E isso acontece com Avatar. Titanic é também apenas, uma história de rapaz pobre e rapariga rica que se apaixonam. E isso não impediu que fosse uma grande noite de cinema para muitos espectadores. Isto dá pano para muitas mangas eu sei, e tenho noção que no caso de Titanic os desempenhos salvam a história. Só quero demonstrar que as histórias de James Cameron são na generalidade bastante simples e que ele dá mais ênfase aos aspectos técnicos. E 12 anos depois da sua última experiência cinematográfica ele ainda tem o toque, a noção do superespectáculo e a capacidade de deslumbrar. E essa é a sua maneira de contar histórias.
Este filme é sem dúvida uma grande experiência cinematográfica e o meu conselho é que não "resista" ao filme e se deixe envolver e apreciar a sua imensa beleza.
Como Roger Ebert,um dos mais conceituados críticos americanos disse: "There is still at least one man in Hollywood who knows how to spend $250 million, or was it $300 million, wisely."


Avatar - 9

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Clash of the Titans - Trailer

Saiu hoje este intenso trailer do remake de Clash of the Titans. O filme conta com Sam Worthington, Ralph Fiennes e Liam Neeson nos principais papéis e este trailer é no mínimo prometedor. Só espero que não seja um daqueles casos em que o melhor está no trailer e o filme pouco mais acrescenta.





Parece espectacular, não parece?

domingo, 13 de dezembro de 2009

Johnny Depp eleito melhor artista da década


Depois de ter sido considerado o homem mais sexy do mundo pela revista People, agora foi a vez da revista Entertainment Weekly eleger Depp como o melhor artista da década.

O actor de 46 anos surge no topo da lista, que conta ainda, por exemplo com Justin Timberlake, Peter Jackson ou Oprah Winfrey.

Aqui fica a lista dos 15 melhores artistas da década:

1. Johnny Depp
2. Beyonce
3. J. K. Rowling
4. Simon Cowell
5. Tina Fey
6. Justin Timberlake
7. Peter Jackson
8. Oprah Winfrey
9. Sarah Jessica Parker
10. John Lasseter
11. Will Smith
12. J. J. Abrams
13. Steve Jobs
14. Meryl Streep
15. Jon Stewart

Cirque du Freak: The Vampire's Assistant


Ano: 2009
Estreia nacional: 12 de Novembro de 2009
País: EUA
Género: Acção, Aventura, Fantástico
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Paul Weitz
Intérpretes: John C. Reilly, Josh Hutcherson, Chris Massoglia, Ken Watanabe, Salma Hayek, Willem Dafoe

Sinopse: Darren (Chris Massoglia), de 16 anos, era igual aos outros miúdos do seu bairro suburbano. Saía com os amigos, tinha boas notas na escola e raramente arranjava problemas. Mas quando ele e o seu melhor amigo descobrem um Circo dos Horrores ambulante, as coisas começam a mudar para Darren. É nesse preciso momento que um vampiro chamado Larten Crepsley (John C. Reilly) o transforma em algo, bem... sedento de sangue. O novo morto-vivo irá juntar-se ao Circo dos Horrores, um espectáculo ambulante cheio de criaturas monstruosas, desde um miúdo-cobra e um lobisomem, a uma mulher de barbas (Salma Hayek) ou um apresentador gigante (Ken Watanabe). Enquanto Darren vai descobrindo os seus poderes neste mundo sombrio, ele torna-se numa precioso peão entre vampiros e os seus mortíferos antagonistas. E na luta pela sobrevivência, tentará impedir que seja destruído aquilo que resta da sua humanidade.

Comentário: Mais um filme de vampiros diferente do habitual e sem a parte lamechas que temos visto noutros filmes. Isso, por si só, já é algo de positivo. As interpretações de John C. Reilly e Ken Watanabe são, também, do mais positivo que o filme tem. No entanto, o argumento não é mau e o filme até se desenrola a bom ritmo. Tem boas sequências e algumas cenas de acção bem conseguidas. De qualquer forma, tem muito por onde melhorar. Aguarda-se pela continuação.

Classificação: 7

Couples Retreat


Ano: 2009
Estreia nacional: 03 de Dezembro de 2009
Estreia mundial: 08 de Outubro de 2009
País: EUA
Género: Comédia
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Peter Billingsley
Intérpretes: Vince Vaughn, Jason Bateman, Faizon Love, Jon Favreau, Kristen Bell, Jean Reno

Sinopse: Quatro casais embarcam numa viagem para um resort numa ilha tropical. Enquanto um dos casais está lá para resolver o seu casamento, os outros três casais vão para se divertir e apanhar sol, mas rapidamente descobrem que também têm problemas nas suas relações e vêm-se forçados a participar na terapia de casais que o resort dispõe. De repente, o grupo descobre que a sua viagem tem um preço, e têm que enfrentar os problemas que todos os casais enfrentam no dia-a-dia... mas de uma forma hilariante.

Comentário: Ultimamente, pelo menos em Braga, não têm aparecido muitos filmes deste género. Deve ser por fases. Às vezes aparecem aos 2 ou 3 de cada vez. Sendo assim, nesta altura, este filme é bem-vindo. Não é certamente dos melhores do género. Longe disso. No entanto, consegue cumprir o objectivo de fazer rir o espectador e entreter. Tem um bom elenco com boas interpretações, apesar do argumento não ser por aí além. É um filme agradável mas razoável.

Classificação: 7

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Primeiros 5 minutos de Rec 2

Foram disponibilizados os primeiros 5 minutos de Rec 2, a continuação de Rec, para mim sem dúvida, um dos melhores filmes de terror da década.


Primeiras reacções a Avatar



Avatar foi exibido a uns poucos privilegiados da Imprensa e as primeiras reacções são bastante positivas.
O The Sun, jornal inglês diz: “The final battle scene is 20 minutes long and absolutely mind-blowing,” “It is overwhelming, and that is because you are emotionally tied up in the characters and the story.”
Alex Billington do FirstShowing: “James Cameron is a freakin’ genius! I can’t say much but wow, I loved it. Avatar was phenomenal, pretty much blew me away,”
Outras reacções via Twitter:

@petershall: “The AVATAR buzz is an understatement. That movie was unbelievable.”

@chasewhale: “Just finished AVATAR. Special effects were top notch. The movie ran a little long for my likings but I liked it!”

@comingsoonnet” “Okay, about Avatar?…. WOWOWOWOWOWOWOWOWOWOW! Unbelievable… amazing.”

@MikePereira21: Was blown away by Avatar! For 150 minutes, I was a kid again. Thank you James Cameron! BTW, the groundbreaking 3D was mindblowing.”

@rejects: “I’m not supposed to talk about Avatar… That said, it was a spectacular experience. Like nothing I’ve seen before.”

@markwalters74: “Just saw AVATAR. Not allowed to talk about it yet. Not allowed to say how it’s an amazing visual feast, or that Jimmy C’s still got the gift.”

@dmann11: “Holy effing crap!!! Avatar was FREAKING AWESOME KICK ASS SWEET!!!!!”

@TheGate: “For the record ‘Avatar’ was worth the $400 million, and no it is not even remotely “vomit inducing”.


Dia 17, estreia mundial.É já para a semana!

The Wolfman terá um R-Rating

Depois de vários adiamentos e problemas vários, finalmente uma boa notícia para os que esperam por The Wolfman. A MPAA (Motion Picture Association of America) atribuiu um R-Rating (para maiores de 18) ao filme The Wolfman, devido a conter uma grande quantidade de horror sangrento e violência.
É uma boa notícia pois é dessa forma que este género de filmes tem de ser. E porque é um sinal de que o estúdio não abdicou da história ou da visão do realizador pelo lucro fácil. Até pode não querer dizer nada, e o filme tornar-se um fiasco, mas este pequeno pormenor fez sem dúvida aumentar o meu interesse.
The Wolfman conta no papel principal com Benicio Del Toro e conta a história de um homem que é mordido e consequentemente se torna um lobisomem.
Soa um bocado a cliché, não?...

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

The Twilight Saga: New Moon


Ano: 2009
Estreia nacional: 26 de Novembro de 2009
País: Austrália
Género: Fantástico, Terror, Romance
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Chris Weitz
Intérpretes: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Nikki Reed, Michael Sheen, Dakota Fanning, Cameron Bright

Sinopse: Bella Swan (Kristen Stewart) está devastada pela súbita partida do seu amado, o vampiro Edward Cullen (Robert Pattinson), mas o seu espírito é reavivado pela crescente amizade com o irresistível Jacob Black (Taylor Lautner). De repente ela é puxada para um mundo de lobisomens, inimigos ancestrais dos vampiros e vê a sua lealdade testada.

Comentário: Este segundo filme da saga está uns furos bem abaixo do primeiro. Depois do primeiro filme, ficou no ar a ideia que havia muito por onde desenvolver e esta saga poder-se-ia tornar mesmo bastante interessante. No entanto, este "Lua Nova" mostrou-nos que não. Foram 2 horas e meia de filme mas pouco ou quase nada se passou. Efectivou-se a existência dos "homens-lobo" e uma nova linhagem de vampiros. Fora isso, é triste, mas efectivamente mais nada se passou. Tudo muito lento, muito triste e muito aborrecido. Até nas interpretações isso se reflecte. Kristen Stewart, Robert Pattinson mantêm-se apenas... razoáveis. A realização está bastante pior. Planos completamente banais, simplesmente ajudado em raras alturas pelos bons efeitos especiais. A fotografia continua de boa qualidade, mas tudo isto é muito pouco para um filme que bateu recordes de bilheteira. É daqueles casos em que um livro de grande sucesso e uma grande campanha de marketing é suficiente para se ter grande sucesso de bilheteira. Recomendado apenas aos fãs dos livros e adolescentes do sexo feminino.

Classificação: 6

sábado, 21 de novembro de 2009

500 Days of Summer



Um dos filmes mais aclamados do último Sundance, 500 Days of Summer mostrou-me que ainda há esperança para as comédias românticas.
De facto Marc Webber oferece-nos um filme bastante inteligente e sensível. Como o narrador anuncia no príncipio do filme, é uma história de "rapaz (Joseph Gordon Levitt) conhece rapariga (Zooey Deschanel)". Mas o relacionamento é um pouco diferente do habitual, com o rapaz a desejar uma relação séria e a rapariga apenas a ver o que sai dali. A montagem também não é a habitual, com vários saltos temporais, avançando e retrocedendo várias vezes.
Não posso deixar de realçar a banda sonora, que acompanha bem o filme.
E uma última palavra para Joseph Gordon Levitt que carrega o filme ás costas e dá uma enorme credibilidade ao mesmo, levando-me a pensar que sem ele o filme definitivamente não seria o mesmo. Está a construir uma carreira bastante sólida e tenho quase a certeza que está destinado a brilhar ainda mais.

500 Days of Summer- 8,5

Cenas - The Hudsucker Proxy

Esta cena (ou sequência de cenas) do filme dos Irmãos Coen, The Hudsucker Proxy, é simplesmente genial.
E assim nasceu o Hula Hoop...

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Trailer da série The Pacific

Lembram-se de uma excelente série chamada Band of Brothers (Irmãos de Armas) que passou há alguns anos na televisão? De certeza que sim. A série foi criada por Steven Spielberg e Tom Hanks na altura que filmaram Saving Private Ryan. Pois bem, Steven Spielberg e Tom Hanks voltaram a unir esforços num projecto semelhante, desta vez dedicado à guerra no Pacífico.
Brevemente, numa televisão perto de si.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

2012 - Review


Roland Emmerich já nos brindou com uma série de filmes-catástrofe e produções dispendiosas (Independence Day, Godzilla, The Day After Tomorrow) todos de qualidade mediana e o último, (10000 BC) um fracasso quase total.
A linha da história toda a gente adivinha qual é: Estranhos eventos começam a ocorrer, um cientista apercebe-se do que irá acontecer e tenta avisar toda a gente, um herói pouco convencional é apresentado, assim como a sua família com problemas de relacionamento.
Com 2012, Emmerich traz-nos um entretenimento decente, com um grande cast (que merecia material melhor a nível de script) e sequências de destruição massiva de prender a respiração. É também um filme que sem dúvida nenhuma alcança um maior impacto no cinema devido ás tais cenas de encher a vista.
Tem contra si o número exagerado de personagens, a talvez demasiado longa duração e a implausibilidade da história. Embora à partida, penso que toda a gente já sabe que este é um daqueles filmes deixe-o-cérebro-na-entrada.
Deixe-o então e compre as pipocas.

2012 - 7


domingo, 15 de novembro de 2009

The Haunting of Molly Hartley

Ano: 2008
Estreia nacional: 05 de Novembro de 2009
Estreia mundial: 31 de Outubro de 2008
País: EUA
Género: Drama, Terror
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Mickey Liddell
Intérpretes: Haley Bennett, Jake Weber, Chace Crawford

Sinopse: Molly Hartley está decidida a deixar para trás todos os problemas do passado assim que começa a estudar numa nova escola. É um óptimo começo, principalmente porque inicia um romance com o rapaz mais popular do local. Mas a tensão e o medo novamente tomam conta de Molly. Ela tem dúvidas se conseguirá manter os seus segredos enterrados, sobretudo quando começa a descobrir terríveis acontecimentos que a esperam.

Comentário: Neste filme de terror, o terror é pouco abundante. Isto será mais um thriller. O argumento é básico, assim como as interpretações. O realizador conseguiu filmar algumas (poucas) cenas em que consegue assustar o espectador mas de resto, nada de especial. Mais um filme de terror que não trás nada de novo.

Classificação: 6

sábado, 14 de novembro de 2009

Posters







quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Clash of the Titans - Teaser Trailer

Sam Worthington (Terminator Salvation, Avatar) continua a sua senda nos super-espectáculos de acção e desempenhará o papel de Perseus no remake do filme de 1981, Clash of the Titans.


terça-feira, 10 de novembro de 2009

Notícias Rápidas


  • Um exemplo das dificuldades que Darth Vader tem de enfrentar.
  • David Duchovny fala da forte possibilidade de X-Files 3 ser feito em 2012.
  • Depois de um hiato de sete anos, John Carpenter vai regressar com The Ward. Espero um bom regresso. Quase nada sei sobre o filme. Quando tiver mais novidades faço um post.
  • Por vezes parece que as minhas preces são ouvidas. Steven Spielberg não fará o remake de Oldboy anunciado à um ano atrás e que teria como actor principal, Will Smith.
  • Mel Gibson esteve perto de se tornar James Bond, num determinado período da sua carreira. Foi o produtor da saga, Albert Brocolli, que recusou o actor,alegadamente por ele ser muito baixo para o papel.

Public Enemies - Review


Há filmes em que as expectativas demasiado elevadas sobre o mesmo, trazem no final um leve amargo de boca, mesmo que o produto seja bom e consistente. Eu reconheço que isso me acontece bastantes vezes. São inúmeras as vezes em que começo a ver um filme, não apenas na esperança de passar um bom momento e entreter-me despreocupadamente, mas com a esperança de ser "iluminado", por assim dizer. Há filmes aos quais eu quase exijo que sejam divinais, e custa-me aceitar menos do que isso. Por certo isso acontece uma vez ou outra a todos os cinéfilos.
Por outro lado temos a contrapartida. Filmes a que à partida não damos grande valor, mas que se tornam uma surpresa agradável.
Este não foi precisamente o caso de Public Enemies. Convenhamos que um filme de Michael Mann com Johnny Depp, Christian Bale e Marion Cottilard é caso para optimismos. E esse optimismo era grande mas o entusiasmo foi refreado após a estreia do filme em solo americano e algumas críticas não muito favoráveis.
E assim, preparado para o pior, assisti ao filme e fiquei bastante satisfeito com o resultado final. As prestações dos actores sustentam bastante o filme, embora haja Bale a menos. Tem poucos minutos no filme e a sua personagem não tem quase nenhum background. Mas havendo Bale a menos, temos por outro lado, bastante de Depp.
Johnny Depp dá-nos um retrato de John Dillinger diferente do retrato usual de Hollywood, dos gangsters. Alguém pode dizer que isso pode ter a mão de Michael Mann,mas eu estou convicto que não.
Destaque ainda para a excelente fotografia do filme.

Public Enemies - 8

Charlie Chaplin em Matrix

E se o filme Matrix tivesse sido feito na época do cinema mudo, com Charlie Chaplin no papel de Neo?

domingo, 8 de novembro de 2009

Amanda Syfried confirma "Mamma Mia 2"




Em declarações ao programa da BBC Newsbeat, a actriz Amanda Seyfried confirmou que "Mamma Mia 2" estava em pré-produção e que o regresso iria contar com o mesmo elenco do filme anterior.

Já quanto à especulação que este segundo filme teria músicas de outra banda que não os Abba, a actriz desmente e adianta que isso não teria qualquer sentido.

Resta saber se isso realmente será possível, tendo em conta que praticamente todos os clássicos da banda sueca desfilaram no primeiro filme.

MIB vai voltar

Os homens de preto vão voltar.

A Sony Pictures está a preparar"MIB 3", o terceiro filme da saga de ficção-científica, noticia a Reuters.

Etan Cohen está a escrever a história e fala-se que Barry Sonenfeld, que dirigiu os dois primeiros filmes da série, estaria a preparar-se para repetir a dose, embora ainda não haja acordo ou oferta formal nesse sentido.

Ainda assim, o estúdio quer iniciar a produção em 2010.

O factor desconhecido ainda é Will Smith.
O actor ainda não se comprometeu a fazer o terceiro filme, embora nos últimos dias tenham saído notícias que apontam que Smith estaria interessado em voltar.
O envolvimento de Tommy Lee Jones também é incerto.

Os dois anteriores filmes foram um grande sucesso.
Juntos, os dois filmes - que saíram em 1997 e 2002 - renderam quase 1,1 bilhão de dólares em todo o mundo.

Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência



O actor Ashton Kutcher vai produzir uma comédia romântica protagonizada por Demi Moore (sua mulher) e Bruce Willis (ex-marido da sua mulher).

Na história, Bruce Willis e Demi Moore vão interpretar um casal que se separa e, após o divórcio, ela volta a casar com um homem 16 anos mais novo.

A história do filme parece ser em tudo inspirada na vida deste trio de estrelas de Hollywood.
Bruce e Demi foram casados entre 1987 e 2000 e após o divórcio, a actriz casou com Ashton, exactamente 16 anos mais novo do que ela.

O filme centra-se nas "aventuras engraçadas" de um casal divorciado.

Em Hollywood o entusiasmo em relação a este filme é grande e já se fala num grande sucesso de bilheteria.

Steve Martin e Alec Baldwin apresentam cerimónia dos Óscares

Os actores Steve Martin e Alec Baldwin foram escolhidos para animar a 82ª cerimónia de entrega dos prémios da Academia das Artes e das Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos, anunciaram os organizadores dos "Óscares", citados pela Reuters.

Steve Martin já apresentou a cerimónia em duas ocasiões, mas para Alec Baldwin, nomeado em 2003 como melhor actor secundário por "The Cooler", e com experiência como apresentador de programas de televisão, é a primeira vez.

A próxima cerimónia dos Óscares, onde anualmente os seis mil membros da Academia elegem as melhores actuações e filmes, realiza-se a 7 de Março de 2010, em Los Angeles.

This Is It

Ano: 2009
Estreia nacional: 28 de Outubro de 2009
País: EUA
Género: Documentário
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização: Kenny Ortega
Intérpretes: Michael Jackson

Sinopse: "This Is It" é o resultado de uma selecção entre mais de 100 horas de imagens inéditas dos ensaios para a Tournée que Michael Jackson faria na O2 Arena, em Londres, e que decorreram entre Março e Junho de 2009 no Staples Center, em Los Angeles, e no The Forum, em Inglewood, Califórnia. O filme oferece a possibilidade de ver e ouvir Jackson de uma forma privilegiada e privada, num olhar exclusivo sobre os bastidores destes ensaios, que incluem diversas músicas do artista.

Comentário: Nunca fui um grande fã de Michael Jackson. No entanto, é indiscutível a marca que deixou no mundo da pop a nível mundial. Um artista por excelência, com tudo o que isso trás de positivo e negativo. Mas vamos ao filme. Michael Jackson merecia algo mais. Neste filme o realizador apenas se preocupou em "atirar-nos" as várias imagens dos vários ensaios de Michael para cada música. É pena. Não se viu quase nada de Michael Jackson para além de algumas (poucas) intervenções nos ensaios e muita dança. Um filme que mostrou muito pouco ou mesmo quase nada de Michael Jackson, para além do que toda a gente já sabia: o fantástico dançarino que era. Fora isso, foram apenas várias imagens de algumas músicas que compuseram o seu reportório ao longo da vida. Em suma, um documentário muito pouco documentado mas é sempre interessante reviver as músicas do rei da pop.

Classificação: 6

Surrogates

Ano: 2009
Estreia nacional: 29 de Outubro de 2009
País: EUA
Género: Acção, Ficção Científica, Thriller
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Jonathan Mostow
Intérpretes: Bruce Willis, Radha Mitchell, Rosamund Pike, Ving Rhames, James Cromwell

Sinopse: Os agentes do FBI (Bruce Willis e Radha Mitchell) investigam o misterioso assassinato de uma estudante universitária, relacionado com o homem que ajudou a criar um fenómeno de "substituição" tecnológico que permite às pessoas comprar perfeitas versões robóticas de si próprias - máquinas aptas e bem-parecidas, controladas por telecomando, que posteriormente assumem as suas vidas - possibilitando a cada um desfrutar a vida, indirectamente, através do conforto e segurança da sua casa. O homicídio desencadeia uma investigação para obter respostas: num mundo de máscaras, quem é real? E em quem é que se pode confiar?

Comentário: Neste regresso de Bruce Willis a filmes do género, temos um argumento que prometia mas que não conseguiu satisfazer o espectador na sua plenitude. O argumento de facto parecia interessante e no final não se pode dizer que seja mau. No entanto, faltou algo que tornasse a história um pouco mais interessante. Os actores, de uma forma geral, têm uma boa interpretação e as cenas de acção não estão mal filmadas nem encenadas. O filme até tem ritmo e consegue entreter. Está tudo no nível da razoabilidade.

Classificação: 7

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Notícias Rápidas



  • No último sábado, Sylvester Stallone, Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger filmaram a cena de The Expendables em que aparecem juntos. A participação de Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger no filme limita-se a essa cena. Foi a primeira vez que os três ícones do cinema de acção contracenaram juntos.
  • Continuando com Stallone, este afirmou recentemente que o novo Rambo, vai ter um toque de "ficção científica", com soldados geneticamente modificados. Isto não augura nada de bom.
  • Mamma Mia 2 vai ser uma realidade. Meus senhores: havia necessidade?
  • JJ Abrams (Lost, Star Trek) quer William Shatner no próximo Star Trek 2, num papel que deverá ser semelhante ao que Leonard Nimoy desempenhou no primeiro filme.
  • Paranormal Activity já facturou 68 milhões apenas nos Estados Unidos. Recorde-se que o filme custou apenas 10 000 dólares.
  • Hugh Jackman ao que parece não será o apresentador principal na noite dos Óscares

Prince of Persia: The Sands of Time - Trailer

Este Prince of Persia: The Sands of Time, parece ter o que é preciso para ser um bom filme de aventuras. A ver vamos.

domingo, 1 de novembro de 2009

The Damned United

Ano: 2009
Estreia nacional: 01 de Outubro de 2009
Estreia mundial: 27 de Março de 2009
País: Reino Unido
Género: Drama
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização: Tom Hooper
Intérpretes: Michael Sheen, Timothy Spall, Jim Broadbent

Sinopse: Passada em Inglaterra nos anos 60 e 70, esta é história de Brian Clough, considerado um dos maiores treinadores ingleses de sempre. Especialmente do atribulado período de 44 dias em que treinou o Leeds United. Clough sucedeu a Don Revie, que durante anos levou a equipa a conquistar bons resultados e agora foi escolhido para seleccionar nacional.

Comentário: O objectivo deste filme é retractar uma parte da carreira do treinador de futebol inglês Brian Clough. As interpretações dos actores estão a bom nível mas faltou entrar mais nos bastidores do futebol. Para além disso, fica-se a conhecer muito pouco de cada um dos personagens. Faltou maior envolvência e maior emotividade. De qualquer forma, as boas interpretações e o tema em si ajuda o filme a ser bastante agradável.

Classificação: 7

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Novo trailer de Avatar

Este filme pode ser apenas estilo e visual, e não ter substância. Mas já ganhou o dinheiro do meu bilhete.



segunda-feira, 26 de outubro de 2009

DiCaprio, Clooney e Depp concorrem pelo papel de Frank Sinatra



Já em Maio havia anunciado a intenção de Martin Scorcese de fazer um filme sobre a vida de Frank Sinatra. O projecto vai mesmo para a frente e começam a ser anunciados os candidatos para o papel. Scorcese quer o "seu" actor, Leonardo DiCaprio. O estúdio quer Johnny Depp para o papel. A família do cantor quer George Clooney pois deseja que o filme esteja mais virado para a música do que para o sexo, as bebedeiras ou a violência e que Clooney daria a imagem de um homem gentil e decente.
Clooney parece partir atrás na corrida, por dois motivos. Primeiro porque seria mais díficil representar Sinatra na juventude. Segundo, porque não me parece que o estúdio pretenda abdicar muito do sexo e da violência.
Se todos os filmes tivessem um leque de escolhas deste calibre para protagonistas...
A minha humilde sugestão seria fazerem algo do gênero do que fizeram com o biopic de Bob Dylan, e usarem os três actores para representar diferentes fases da vida da "Voz".

sábado, 24 de outubro de 2009

Hugh Jackman é o preferido



Hugh Jackman poderá voltar a conduzir a cerimónia de entrega dos Óscares.


A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood reconheceu o bom desempenho do actor no ano anterior e pretende que seja novamente ele a apresentar a gala mais aguardada do ano.

Segundo informações publicadas pela revista "New York Magazine", o conselho directivo da academia está ciente do quão é difícil encontrar um artista tão completo como Jackman: bonito, que saiba ser divertido e sério, que dance e cante. Resta então saber se o actor vai aceitar.



Cá para mim eu acho que vai...

terça-feira, 20 de outubro de 2009

District 9 - Review


Apelidado por alguns como o melhor filme de ficção científica desde Blade Runner, as expectativas eram bastante elevadas antes de ver este filme. Não se pense com esta introdução, que não apreciei o filme, antes pelo contrário. Mas este era um daqueles filmes altamente antecipados por mim, e eu tinha esperança que as minhas expectativas fossem suplantadas. Vocês sabem como é, a espera por determinado filme, e quando finalmente assistimos ao mesmo, o desejo de que este nos ilumine, seja transcendental, original e excitante.
Mas, voltando ao District 9, se as expectativas não foram suplantadas, foram concerteza confirmadas. E as expectativas eram elevadas. District 9 é um filme de acção-ficção científica bastante inteligente e inovador.
Numa magnífica introdução á história, estilo documentário, ficamos a saber que uma nave tem pairado sobre Joanesburgo nos últimos 20 anos. Os seus tripulantes, umas criaturas parecidas com grilos, mas que se movimentam em duas patas, têm sido mantidos durante esse período numa espécie de guetto (o District 9) nos arredores de Joanesburgo. os humanos estão cada vez menos tolerantes à presença dos aliens e é desencadeado um plano para mover os 1,8 milhões de habitantes do guetto para um local mais isolado. O responsável por essa operação é Wikus Van De Merwe (Sharlto Copley).
Mais não digo pois não quero estragar o factor surpresa ao revelar demasiados spoilers. Quero só destacar a forma magnífica como o filme passa do já citado estilo-documentário para uma narrativa mais convencional, quase sem darmos por isso. E a dimensão humana bastante presente, com temáticas como o preconceito, o racismo e a exclusão social. A escolha da capital da África do Sul como palco da acção não é inocente.
District 9 é um grande filme de ficção científica, para mim o melhor até agora deste novo século. Não me vou arriscar a entrar em comparações com Blade Runner, mas arrisco dizer que está quase, quase (falta-lhe um bocadinho assim...) ao nível de Dark City ou do primeiro Matrix.

District 9 - 8,5




domingo, 18 de outubro de 2009

Protagonistas de "Crepúsculo" já vivem juntos





Kristen Stewart e Robert Pattinson assumiram finalmente o namoro e ainda revelaram que já vivem juntos em Vancouver, no Canadá.

O casal de actores aparecerá na capa da revista "Ok!", que promete mostrar fotografias do apartamento.

"Já vivemos como casados", disseram os protagonistas da saga "Crepúsculo" à publicação.

O casal aproveitou ainda para contar que passa os tempos livres a "tocar guitarra, ouvir Rolling Stones e a cozinhar".

Uma Thurman confirmada em "Kill Bill 3"




Depois de Quentin Tarantino ter anunciado que vai avançar com "Kill Bill 3", foi a vez de Uma Thurman, em entrevista à MTV, ter garantido que vai voltar a viver a personagem Beatrix Kiddo e que já conhece muitas ideias de Tarantino, que, garante, são muito boas.
"Tarantino ainda não terminou o roteiro. Na verdade, ainda não sei nem se ele começou a escrever, mas contou-me algumas ideias e são muito, muito boas. Mas não posso contar mais do que isso por enquanto", revelou a actriz.


Em "Kill Bill 3", Beatrix Kiddo (Thurman) terá de acertar contas com a vingativa Nikki, filha da assassina Vernita Green (Vivica A. Fox), que tenta vingar a morte da mãe.

O filme só deverá estrear dez anos depois do primeiro "Kill Bill", ou seja em 2014.

G-Force

Ano: 2009
Estreia nacional: 01 de Outubro de 2009
País: EUA
Género: Acção, Aventura, Fantástico
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Hoyt Yeatman
Intérpretes: Bill Nighy, Will Arnett, Zach Galifianakis, Nicolas Cage, Sam Rockwell, Jon Favreau,Penélope Cruz, Steve Buscemi

Sinopse: Força-G é a mais recente evolução de um programa governamental, clandestino, de treino de animais para espionagem. Munidos com o mais evoluído equipamento tecnológico de espionagem, estas cobaias - altamente treinadas - descobrem que o destino do mundo está "nas suas patas". Alistados na Força-G estão as cobaias Darwin, o líder de equipa determinado a obter o êxito a qualquer custo; Blaster, um escandaloso perito em armamento com grande atitude e um amor por todas as coisas radicais; Juarez, uma sedutora especialista em artes marciais; o indetectável perito de reconhecimento Mooch, e uma toupeira, Speckles, munida de ciber inteligência. Força-G apresenta-nos ainda vários outros espécimes do reino animal, incluindo a preguiçosa Hurley e o hamster ultra territorial Bucky.

Comentário: Fui ver este filme a pensar que era inteiramente de animação. Talvez por isso alguma da desilusão, especialmente ao ver os actores americanos e ingleses de carne e osso a falarem português. Mas mesmo esquecendo esse facto, o filme deixa muito a desejar. Embora se tente, por diversas vezes, fazer rir o espectador, apenas se consegue em 2 ou 3 vezes ao longo de todo o filme. Muito pouco para um filme deste género. As interpretações estão também muito medíocres. Portanto, o filme foi no seu todo um pouco de desilusão. De qualquer forma, os miúdos devem gostar.

Classificação: 6

Major Movie Star

Ano: 2008
Estreia nacional: 08 de Outubro de 2009
País: EUA
Género: Comédia
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Steve Miner
Intérpretes: Jessica Simpson, Vivica A. Fox, Steve Guttenberg

Sinopse: Quando a jovem estrela de cinema Megan Valentine (Jessica Simpson) se vê subitamente sem dinheiro e humilhada perante a opinião pública, alista-se no exército norte-americano na esperança de que isso mude a sua vida.

Comentário: Obviamente que Jessica Simpson não é uma grande actriz. Isso ficou, mais uma vez, bem patente neste filme. O problema é que todo o elenco deixa bastante a desejar. A história também não tem nada de especial. No entanto, o filme consegue, por vezes, fazer sorrir, e consegue entreter razoavelmente o espectador.

Classificação: 7

Pride and Glory

Ano: 2008
Estreia nacional: 08 de Outubro de 2009
País: EUA
Género: Crime, Drama
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização: Gavin O'Connor
Intérpretes: Colin Farrell, Edward Norton, Jon Voight

Sinopse: Quatro polícias de Nova Iorque morreram, assassinados numa emboscada que pôs todo o departamento alerta e bastante nervoso. Com um assassino a monte e tanto em jogo, o chefe dos detectives de Manhattan Francis Tierney (Jon Voight) pede ao seu filho, o detective Ray Tierney (Edward Norton), para conduzir a investigação. Ray toma as rédeas do caso, com relutância, pois sabe que os polícias que perderam as vidas estiveram sob as ordens do seu irmão, Francis Tierney, Jr. (Noah Emmerich), e do seu cunhado, Jimmy Egan (Colin Farrell). Aparentemente foi apenas uma prática de rotina, de detenção de droga, que correu terrível e tragicamente mal. Mas quando Ray aprofunda o caso, descobre que alguém teria de ter avisado os traficantes de droga de que os polícias viriam. Alguém dentro do departamento. Pior que isso, as evidências começam a apontar numa direcção impensável: para o seu irmão e para seu o cunhado. À medida que as dúvidas aumentam, o caso força a família a escolher entre a lealdade familiar e a lealdade ao departamento.

Comentário: Apesar de contar com um Edward Norton e um Jon Voight em bom nível, ainda não foi neste filme que Colin Farrell me convenceu. Não é um mau actor mas falta-lhe algo para se poder dizer que é realmente um bom actor. A história deste filme não tem nada de especial. Já está bastante batida. Para além disso, o filme é um pouco aborrecido, com poucos motivos de interesse. De qualquer forma, consegue de certa forma surpreender. Edward Norton tem, sem dúvida, uma boa interpretação mas penso que não terá sido escolhido o melhor actor para este papel. No entanto, o filme não é mau.

Classificação: 7

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Fast Forward Braga

O Fast Forward começa hoje com a entrega do tema do festival. Amanhã é feita a apresentação dos trabalhos no Teatro Circo. Em jeito de aperitivo, podem ver em baixo o filme This World and Body e o filme Mala-Entendida, respectivamente Melhor Filme de 2008 e Prémio do Público 2008 (é o meu preferido também).

FILME 30/2008 - This World and Body from fast forward portugal on Vimeo.



FILME 03/2008 - Mala entendida from fast forward portugal on Vimeo.